Clima e Tempo

El Ninõ e Colheita: previsões para a safra de 2019!

Após um verão marcado pelo fenômeno da La Niña, com poucas chuvas, o primeiro trimestre de 2019 se inicia com um aquecimento das águas do Oceano Pacífico, o que leva ao surgimento do El Niño, porém em uma intensidade de fraca a moderada, diferentemente do que ocorreu nos anos de 2015 e 2016, quando houve um alto aquecimento dessas águas.

De acordo com prognósticos do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC-Inpe) e do Instituto Nacional de Meteorologia, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Inmet-Mapa), a presença do El Niño irá alterar o regime pluviométrico em boa parte do país, elevando a ocorrência das chuvas.

Ainda segundo essa mesma pesquisa e com base nos dados históricos, em 90% dos anos em que ocorreu o fenômeno do El Niño, a produtividade das lavouras ficou acima da média. Este fato, nos leva a concluir que 2019 será um ano positivo para a agricultura, com condições climáticas favoráveis: chuvas abundantes, distribuídas e temperaturas amenas.

Porém, em contrapartida, apesar do aquecimento das águas do Pacífico criarem um ambiente de chuvas propício para o desenvolvimento das lavouras, o tempo úmido acaba incentivando o surgimento de algumas pragas e doenças, por isso o produtor deve ficar atento à elas e tomar medidas preventivas.

De região para região

Diferentemente do ano passado, no qual a região Sul passou por um período de baixo índice pluviométrico, esse primeiro trimestre terá chuvas acima da média, o que pode atrapalhar, em alguns momentos, o período de colheita devido ao excesso de umidade presente no solo.
Já para o Sudeste, apesar da presença de chuva na maioria dos estados, existe uma estiagem (seca) prevista para o sul de minas, o que pode prejudicar a formação dos grãos de café, acarretando diversas consequências aos produtores.
A região Centro- Oeste terá chuvas acima da média, principalmente devido a ocorrência do El Niño,  porém o alto índice pluviométrico não terá muita influência no período da colheita, sendo favorável para o desenvolvimento das lavouras.
Por fim, no Norte e Nordeste, apesar no ano começar de forma positiva para a região, o trimestre pode não terminar tão bem, devido a possibilidade de um período de seca no decorrer da safra de verão.

Sendo assim, de uma forma geral, o primeiro trimestre de 2019 será maioritariamente marcado por temperaturas acima da média e por chuvas abundantes e bem distribuídas, o que pode influenciar positivamente ou negativamente no período da colheita, de acordo com cada região.

Redator: Giulia Cieri
Créditos: TempoAgora – “EL NIÑO E COLHEITA DE GRÃOS NO BRASIL | ESPECIAL VERÃO 2019”

Mostrar mais

Thiago Fantim

Sou especialista em marketing digital, área que atuo há vários anos. Já tive a oportunidade de trabalhar em diversos setores que compõem essa área: agência de marketing digital, loja virtual varejista e plataformas SaaS.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo