O que é o ponto de orvalho e como monitorá-lo?

Saiba mais sobre o ponto de orvalho e como ele pode ser monitorado para melhorar o desempenho de suas culturas agrícolas

O que é ponto de orvalho?

O ponto de orvalho é entendido como a temperatura que o ar deve atingir para ocorrer a condensação da água.

Em outras palavras, corresponde à saturação do ar pelo vapor d’água, ou seja, à máxima quantidade de água que o ar suporta.

O orvalho é um fenômeno de condensação da água atmosférica e deve ser monitorado em campo, uma vez que está associado ao molhamento foliar e pode acarretar em maior incidência de pragas e doenças nas lavouras agrícolas.

A presença de doenças nas culturas agrícolas pode prejudicar altas produtividades e os ganhos em campo. 

Dessa forma, o conhecimento das condições climáticas, tais como do ponto de orvalho, é vital para o manejo da lavoura e obtenção de boa rentabilidade.

Ponto De Orvalho E Forração Contendo Ar Saturado Pelo Vapor D'Água
Forração contendo ar saturado pelo vapor d’água (Fonte: Flávio Mendes, 2022)

Qual a relação entre temperatura e umidade na formação do orvalho?

O ponto de orvalho é o resultado da triangulação de outras duas variáveis climáticas: temperatura do ar e umidade relativa do ar.

Isso significa que, conhecendo duas delas, é possível obter a terceira.

Por exemplo, em um ambiente em que temos uma temperatura do ar igual a 25°C e uma umidade relativa de 60%, o ponto de orvalho será equivalente a 16,5°C, conforme Tabela abaixo.

Tabela Do Ponto De Orvalho
Tabela do Ponto de Orvalho (Fonte: adaptado de Weg)

Para uma análise facilitada, basta observar a diferença da Temperatura do ar (Tar) e da Temperatura do ponto de orvalho (To).

Tar – To = 0 (chance de ter orvalho)

Quanto mais próxima de 0, maior a chance de ter a formação de orvalho sobre as folhas das culturas e, consequentemente, maiores chances dessas plantas serem atacadas por doenças.

Se a temperatura do ar monitorada não for igual a do ponto de orvalho, as chances de formação de orvalho nas folhas é pequena. 

Se a fazenda possui uma estação meteorológica ou dados anuais climatológicos, é possível prever os meses que possuem maior probabilidade de ter orvalho na folhas e traçar estratégias de manejo mais adequadas para essas épocas do ano.

Dessa forma, reduções de custos com produtos podem ser conseguidas em campo, aumentando também a sustentabilidade do sistema com incrementos na produtividade, visto que se tem menos perdas por doenças durante o ciclo produtivo.

Em resumo, para a formação de orvalho é necessário:

  • Umidade relativa do ar alta;
  • Ventos moderados;
  • Superfície de alta irradiação;

Na prática, em condições favoráveis, a formação de orvalho pode iniciar algumas horas antes do pôr do sol e permanecer até algumas horas após o nascer do sol.

Durante todo esse período de molhamento foliar, patógenos e doenças podem se proliferar nas lavouras.

Os fungos, por exemplo, se reproduzem por meio de esporos e necessitam de temperatura ideal, e uma camada de água na superfície foliar para dar início à germinação e penetração nas culturas, sendo essencial o monitoramento da umidade e temperatura em campo para evitá-los.

Qual a importância de monitorar o ponto de orvalho na agricultura?

O período de molhamento por orvalho (DPM) pode acarretar no desenvolvimento de maiores quantidades de bactérias e fungos, que podem prejudicar o desenvolvimento das lavouras ocasionando perdas de produtividade.

O monitoramento do ponto de orvalho também é fundamental: para o manejo da colheita em áreas agrícolas, evitando embuchamentos de máquinas; na eficácia de aplicação de inseticidas, fungicidas, herbicidas; na redução do congelamento das plantas devido à liberação de calor latente e redução da evapotranspiração das culturas em campo.

Algumas doenças que são influenciadas pelo orvalho e período de molhamento foliar são:

  • Míldio em videira;
  • Ferrugem na soja;
  • Bruzone no arroz;
  • Ferrugem no feijoeiro;

Para preveni-las, os calendários de aplicação de defensivos são semanais ou podem ser até mais frequentes em casos mais extremos, o que eleva os custos de produção e pode acarretar em contaminações ambientais.

No entanto, a aplicações de produtos químicos via calendário costumam ser pouco eficientes, além de gerar maiores custos com defensivos.

Por isso, as análises climatológicas são fundamentais para um controle químico mais eficiente, principalmente para as fazendas que buscam redução de custos e maior sustentabilidade do sistema produtivo.

Como medir o ponto de orvalho

Para medir o ponto de orvalho, é possível instalar estações meteorológicas nas fazendas ou usar os dados de estações próximas.

Monitoramento Do Ponto De Orvalho Com Estações Meteorológicas
Posto meteorológico (Fonte: ESALQ – USP)

Atualmente, existem estações meteorológicas manuais e automáticas que realizam medições a cada 10 ou 15 minutos, e podem estar ligadas a um sistema de Wi-Fi, enviando dados diretamente para a rede ou para um aplicativo de celular.

Esse investimento é muito interessantes para quem deseja ganhar eficiência nas atividades da fazenda.  

Vale destacar que, as estações monitoram dados como:

  • Umidade relativa do ar;
  • Temperaturas máximas e mínimas;
  • Radiação solar;
  • Velocidade e direção do vento;
  • Precipitação;
  • Ponto de orvalho.

Portanto, monitorar as temperaturas, bem como a umidade relativa do ar com o auxílio de estações meteorológicas pode reduzir drasticamente a presença de doenças nas lavouras e pomares, além de auxiliar no monitoramento do comportamento de insetos, fungos, bactérias e períodos mais suscetíveis a tais ataques.

A Agrosmart, por exemplo, oferece um conjunto de soluções que conta com a possibilidade de instalação de estação meteorológica e que não necessita de acesso à internet (seja Wi-Fi, 3G, 4G etc), pois envia por satélite os dados coletados em campo.

Monitore O Ponto De Orvalho Com A Estação Meteorológica Da Agrosmart
Monitore o ponto de orvalho com a estação meteorológica da Agrosmart

Com a Agrosmart, você pode monitorar as condições meteorológicas, ter alertas de doenças, acessar boletins meteorológicos na palma da sua mão e usar tais informações para reduzir os custos e realizar um melhor manejo agrícola. Ou seja, ganhar eficiência na sua lavoura através de soluções de inteligência climática.

Conclusão

Conhecer as variáveis climáticas e como elas atuam é fundamental para garantir um manejo mais eficiente das lavouras e até melhores produtividades.

Com informações a respeito da temperatura e da umidade relativa do ar é possível ter uma maior previsibilidade do que pode ocorrer no campo, como a presença de doenças fúngicas, e traçar estratégias para otimizar as aplicações de defensivos, economizando nos insumos – que já estão bastante caros.

Ou seja, monitorar indicadores, como o ponto de orvalho, é algo fundamental no campo. Assim, é possível trazer mais inteligência climática à agricultura e, com isso, também mais eficiência, sustentabilidade, menores custos e melhor rentabilidade.

Ganhe Inteligência Climática Na Sua Lavoura Com As Soluções Da Agrosmart
Ganhe inteligência climática na sua lavoura com as soluções da Agrosmart

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo