Solo

Como classificar o solo da sua lavoura

O conhecimento do solo é essencial para obtenção de sucesso na atividade agrícola, afinal é o recurso natural base para a lavoura. Diversas questões agronômicas e ambientais podem ser solucionadas ao entender o tipo do solo de seu plantio. A classificação dos solos é importante para entender a produção agrícola e o seu comportamento no ecossistema, assim como o levantamento tem como objetivo mapear a propriedade rural para um manejo agrícola adequado e rentável em toda área.

Além de trazer benefícios diretos na produtividade, ter um bom entendimento do solo ajuda na comunicação entre todas as pessoas que trabalham utilizando a terra. Trazemos nesse post as principais informações para ajudar você a entender melhor os aspectos relacionados ao solo e a influência na produtividade agrícola.

Classificações existentes

No mundo existem muitas maneiras de classificar um solo, os sistemas mais conhecidos internacionalmente são o norte americano, “Keys to Soil Taxonomy”, do departamento de agricultura dos estados unidos e o sistema da FAO das nações unidas, “WRB Soil Resources”. Cada sistema utiliza diferentes atributos do solo para classificá-lo como cor, textura, profundidade, drenagem, teor de matéria orgânica, entre outros.

O Sistema Brasileiro de Classificação de Solos é o mais utilizado no Brasil e tem muita influência do sistema da FAO e norte americano, embora não seja tão específico quanto o sistema norte americano, ele contém classes de solos tropicais especiais para o território brasileiro. Não existe o melhor sistema, apenas há uma diferença na observação e organização dos atributos do solo para sua classificação.

Características dos tipos de solo

Argissolo Vermelho-Amarelo Distrófico espessarênico abrúptico

  • Arenoso em superfície com incremento de argila em profundidade
  • Alta capacidade de armazenamento de água em profundidade
  • Risco de erosão alto
  • Fertilidade natural baixa
Argissolo Vermelho-Amarelo Distrófico espessarênico abrúptico
Foto: Marcus Sato

Latossolo Vermelho Acriférrico típico

  • Argiloso em superfície e em profundidade
  • Bem drenado
  • Fertilidade natural alta
  • Bem profundo
Latossolo Vermelho Acriférrico típico
Foto: Marcus Sato

Cambisso Háplico textura arenosa

  • Pode haver pedregosidade limitando a mecanização
  • Alta fertilidade natural
  • Em alguns casos são rasos: limitação para algumas culturas
  • Bem drenado, baixa capacidade de retenção de água
  • Pode ter problemas com erosão dependendo da declividade
Cambisso Háplico textura arenosa
Foto: Marcus Sato

Neossolo Litólico Eutrófico fragmentário

  • Muito rochoso e declivoso: limitação na mecanização
  • Solo bem raso: limitação para algumas culturas
  • Suscetível a erosão
Neossolo Litólico Eutrófico fragmentário
Foto: Marcus Sato

Saber identificar e classificar o solo são fatores decisivos para a tomada de decisão do produtor, tanto no manejo das terras e das lavouras quanto nos diversos investimentos para o aumento da produtividade.

Para saber mais sobre os atributos e a influência do solo na prática da irrigação baixe o ebook “O Guia Prático do Solo”.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo