Tecnologia

Agricultura: História e futuro da humanidade

História da agricultura

No dia 22/05 comemoramos o Dia do Descobrimento do Brasil, data que nos remete à nossa história e raízes. A agricultura é para o Brasil, sem dúvida, um dos principais pilares de economia e cultura, com destaque para a produção dos alimentos

Para entendermos a história da agricultura, precisamos primeiro de um contexto histórico das sociedades humanas.

Ao longo do desenvolvimento da espécie humana, o homem passou por muitas fases, encontrando soluções pouco a pouco, culminando nas tecnologias que temos acesso hoje.

Antes de entender os princípios da agricultura, as populações humanas tinham de se deslocar ao longo de grandes distâncias com a missão de garantir sua subsistência, tanto é que alguns povos chegaram a interiorizar essas práticas como parte de sua cultura, assim tratando as constantes migrações como atividade de duplo significado.

Agricultura com auxilio de animais

Para facilitar seu trabalho, o homem conseguiu dominar alguns animais que, juntamente com a sociedade humana se adaptaram aos poucos. Esse foi o caso de muitas aves, como galinhas e patos domésticos, bem como cavalos e gado. Dessa forma, tendo o animal como força de trabalho ao seu lado, o ser humano teve uma ampliação de seu horizonte de possibilidades em uma escala que não era capaz de imaginar.

Busca por alimento

Ao longo do tempo, alguns grupos específicos tiveram oportunidades, encontrando ambientes favoráveis e com isso, o desenvolvimento das civilizações estabelecidas em um local. Pode-se citar aqui os egípcios, que contavam com as cheias do Nilo para encharcar áreas de várzea que se tornavam altamente férteis. Com esse mecanismo, os habitantes da região tiveram grande controle da produção de alimentos e puderam prosperar, criando uma nação riquíssima.

A busca do povo Hebreu pela Terra Prometida, relatada no Antigo Testamento da Bíblia Sagrada, também vai de encontro à essa busca humana, segundo seu linguajar, eles buscavam uma “terra que emana leite e mel com fartura” para enfim se estabelecerem.

Brasil

No Brasil, os povos nativos faziam muito uso de um método aqui chamado “Coivara”. Essa técnica de agricultura bastante rudimentar se baseia na limpeza do terreno (em muitos casos floresta), com uso de fogo, seguida do plantio manual. Apesar de ser usada por muito tempo, é uma técnica altamente destrutiva e que prejudicava a floresta como um todo, promovendo destruição de árvores, além de grande prejuízo para a fauna local.

Graos de café

Com a chegada dos portugueses, evento que é celebrado do dia 22 de abril, a agricultura brasileira daria um imenso salto à frente, bem como a criação de animais, uma vez que a pecuária hoje é baseada em espécies que sequer eram encontradas em terras tupiniquins antes das viagens de Cabral.

Ao trazer frango e gado, cavalos, ovinos e caprinos, além das espécies de porco já domesticadas, o europeu proporcionou uma mudança radical em muito pouco tempo para os povos nativos brasileiros.

Alguns séculos de desavenças políticas depois, a agricultura brasileira é uma força econômica pujante, crescendo ano após ano, diferentemente do que se vê desde o início da década passada em Portugal, nossos antecessores diretos em muitos aspectos. Situação da agricultura em Portugal.

Por ter recebido pessoas de muitos lugares do mundo ao longo de sua formação, o Brasil, além de ser o exemplo máximo de miscigenação, também é um caldeirão onde se cozinhou  de uma só vez as técnicas de cultivo italianas, japonesas, holandesas e africanas, citando apenas algumas.

Mundo

Os romanos conduziram a água de um lugar para o outro, aumentando as áreas produtivas. Povos europeus desenvolveram ferramentas para padronizar o uso do solo, que foram a base para o desenvolvimento de máquinas que usamos ainda hoje.

Curvas de nívelO cultivo em terrenos alagados provém de países como China, Tailândia, Vietnã, sendo esses países muito dependentes da produção de arroz.

Muitos são os exemplos da engenhosidade humana sendo usada para a produção de alimento.

Futuro

O que esperamos do futuro? Naturalmente apenas um pequeno reflexo daquilo que nos é possível imaginar. Analisando friamente, apenas podemos conceber tantas possibilidades quanto nossa própria compreensão de “possível” permite.

Mas o que isso quer dizer?

O ponto onde queremos chegar com essa discussão é o seguinte: alguns anos atrás não parecia possível termos o nível de tecnologia que temos hoje na agricultura. Fato é que não podemos ter certeza das mudanças disruptivas que encontraremos no próximo ciclo de alterações. No entanto, algo é certo: sempre precisaremos produzir alimento.

Apesar de a agricultura não ser baseada apenas na produção de alimento e, mais especificamente, não apenas alimento para humanos, não é de se esperar que algum dia deixemos de nos alimentar. Alguma forma de alimento sempre será necessária.

Revolução nos costumes

Ainda assim, muitas pessoas estão profundamente empenhadas na tarefa de modificar a agricultura e a produção animal, buscando é claro, uma produção mais eficiente com seus recursos e insumos, mais limpa (tanto a produção quanto o produto) e segura.

Além disso, os consumidores têm exigido uma postura diferente das empresas, com especial destaque para a preocupação com sustentabilidade. Confira mais sobre esse comportamento em: Consumidores orientados por objetivos.

Nos dias atuais temos acesso à produção de alimentos com muito mais higiene que nossos antepassados poderiam sonhar, isso sem se avaliar a produtividade, que hoje é muitas vezes mais alta que cinco ou seis décadas atrás.

Ao menos por enquanto, podemos ter certeza que a produção de alimentos precisa se tornar cada vez mais limpa e eficiente, além de alcançar mais qualidade. Nos dias de hoje já é corrente um termo que há pouco nem existia, que é segurança alimentar.

A segurança alimentar é, por definição, a garantia da oferta de alimento sempre acima da quantidade mínima para a manutenção da população, com qualidade tal que nenhum indivíduo tenha problemas decorrentes de sua alimentação e sua necessidade de nutrientes seja plenamente suprida. Apenas com a adoção de tecnologias modernas a agricultura pôde se preocupar com a segurança alimentar das nações e, por conseguinte, do mundo como um todo.

Cachos de uvas

Espera-se que no futuro, essa segurança não seja apenas um conceito ou meta, mas se estenda para todas as pessoas do planeta e a ninguém falte um prato de comida, limpa e nutritiva.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo