Como Economizar Água na Agricultura | Veja 5 Dicas

Apresar do setor agrícola ser um grande consumidor de água, já é possível melhorar as suas práticas visando o uso racional dos recursos hídricos e nesse ponto, a tecnologia pode ter um papel essencial! Veja como economizar água na agricultura  

A importância da água para a agricultura é algo incontestável, assim como afirmar que ela é um recurso natural finito e que precisa ser preservado.

Ao longo dos anos, temos visto situações críticas que mostram como é importante fazer o uso racional da água, seja para fins domésticos ou de atividades econômicas.

E além do uso racional, se faz necessário preservar nascentes de rios e matas ciliares, ou seja, a vegetação localizada à beira de cursos d’água. 

É preciso reforçar: a água de qualidade é um recurso natural finito e, por isso, é preciso economizá-la. E há como fazer isto em todos os setores da sociedade. 

Neste artigo você verá como isso é possível na agricultura, sobretudo com o uso de tecnologias de irrigação de precisão. Confira! 

Consumo de água pela agricultura

O uso racional da água está entre os principais desafios dos países que são potências agrícolas, como por exemplo o Brasil.

Ao longo dos anos, com a introdução de novas técnicas, aliadas ao uso de tecnologias de agricultura de precisão, tem sido possível reduzir o consumo de água no setor agrícola.

Mas, ainda é preciso reduzir muito mais, já que a irrigação para a agricultura consome metade da água no Brasil, de acordo com a ANA (Agência Nacional de Águas e Saneamento).

No país são 8,2 milhões de hectares com sistemas irrigados: 5,3 milhões de hectares com água de mananciais; e 2,9 milhões de hectares com fertirrigação com água de reúso.

Além disso, das 10 cidades que mais consomem água no país, 8 são por conta das atividades ligadas à agricultura:

Como economizar água na agricultura: as cidades que mais consomem água no Brasil estão ligadas à produção agrícola
A irrigação predomina entre as cidades que mais consomem água (Fonte: ANA)

E a perspectiva da ANA é que a utilização da água deve crescer 24% até 2030, quando espera-se que a utilização ultrapasse os 2,5 milhões de litros por segundo.

Crise hídrica e impactos na agricultura

Em 2021, a crise hídrica afetou bastante a agricultura brasileira, devido à redução das chuvas em diversas regiões produtoras do Centro Sul do país. 

O problema afetou tanto as áreas de sequeiro, como também as irrigadas. Pois, com a falta de chuvas, os reservatórios das usinas hidrelétricas também reduziram e a energia ficou mais cara. E isso aumentou os custos de funcionamento dos sistemas de irrigação.

No campo, foi observado atraso no desenvolvimento de culturas e perdas generalizadas na produção de milho safrinha, sobretudo no Mato Grosso do Sul.

Falta de chuvas em 2021 afeta a produção agrícola, sobretudo no Centro Oeste do Brasil
Panorama da pior seca em 91 anos (Fonte: INMET)

Além do milho, a estiagem afetou ainda a produção de feijão segunda safra, de citros, de café e de soja 2020/21 levando ao atraso na colheita.

Diante disso, é possível observar que a falta de água na agricultura provoca danos tanto na produção agrícola quanto na gestão da propriedade, devido ao aumento dos custos, em caso de haver irrigação.

5 dicas para economizar água na agricultura   

Diante disso tudo, o consumo de água nas lavouras é algo que deve ser levado cada vez mais a sério e o seu uso feito de forma racional.

Então, veja como isso pode ser feito, com a irrigação de precisão e descubra 5 dicas de como economizar água na agricultura

1. Fique de olho no horário da irrigação

Um dos fatores mais importantes da irrigação é o horário em que ela é realizada, que deve ser de preferência nas horas mais frias do dia ou à noite.

Assim, é importante evitar as horas mais quentes, por conta da evapotranspiração, ou seja, a perda de água por evaporação do solo somada à transpiração das plantas.

2. Instale hidrômetros na lavoura

A instalação de hidrômetros na propriedade rural é algo que deve ser feito para o monitoramento e controle do uso da água.

E com as tecnologias atuais, já é possível fazer esse acompanhamento pelo celular! É o que ocorre, por exemplo, com o sistema de telemetria em hidrômetro da Agrosmart.

3. Use a tecnologia a seu favor

Outros três equipamentos que podem ajudar e muito no monitoramento da lavoura e, com isso no correto uso da água para irrigação, são: sensores de solo; pluviômetro digital; e a estação meteorológica.

Com o sensor de umidade do solo é possível monitorar a condição de água no solo e com isso realizar um melhor uso dos recursos hídricos na lavoura.

Além disso, a partir das informações sobre a umidade do solo é possível saber qual o melhor momento para o plantio, entrada de maquinário na lavoura etc. 

Já os dados sobre as chuvas podem ser obtidos por meio do pluviômetro digital e enviados para o seu celular, diariamente. Assim, com esse monitoramento do volume de chuvas é possível ter um maior controle sobre o manejo da lavoura.

E, por fim, com uma estação meteorológica na propriedade é possível obter dados reais sobre temperatura, umidade do ar, velocidade do vento etc. O que também podem colaborar para uma uma melhor tomada de decisão de uso da água.

4. Sistemas de irrigação adequados    

Essa dica é importantíssima. O seu sistema de irrigação vai influenciar bastante na quantidade de água utilizada.

E a escolha sobre o sistema ideal deve ser feito com base nas necessidades da sua lavoura: o tipo de cultura, clima, textura do solo, volume de chuvas da região etc.

Por isso, consultar um especialista na área é essencial.

5. Invista em um serviço de manejo da irrigação!

Não basta apenas irrigar a sua lavoura, é preciso saber exatamente quando e quanto irrigar para que o uso da água seja o mais otimizado possível.

Diante disso, ter um sistema de manejo de irrigação é tão importante quanto o próprio sistema de irrigação.

Conclusão

Neste artigo, você viu a importância da água para a agricultura e algumas dicas de como economizar esse bem precioso da humanidade. Pois, sem água, não é possível produzir!

E da mesma forma que as plantas necessitam de equilíbrio na quantidade de água para se desenvolverem bem, é preciso direcionar ações no mesmo sentido, para que haja sintonia com a natureza e o uso dos recursos hídricos.

Afinal, a agricultura brasileira e mundial dependem dessa água e, por isso, é essencial adotar boas práticas em seu uso.

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo